Políticas internacionais sobre o uso da altmetria na avaliação acadêmica

No cenário internacional, embora o foco principal ainda seja no desenvolvimento de estudos mais aprofundados sobre o significado e a validade dessas métricas, já se nota uma movimentação tentativa rumo à adoção formal de métricas alternativas para a avaliação da produção acadêmica.

Nos Estados Unidos, a National Science Foundation (NSF) introduziu uma nova política onde os pesquisadores agora são convidados a listar os seus “produtos”, em lugar de “publicações”, e a diretriz deixa claro que esses produtos podem ser publicações, conjuntos de dados, programas de computador, patentes, entre outros.

O Research Excellence Framework (REF) do Reino Unido aceita submissões de “estudos de caso que descrevam exemplos específicos de impactos alcançados durante o período de avaliação”. Esses estudos de caso poderiam incluir, por exemplo, uma descrição detalhada do impacto cultural ou social de um determinado produto de pesquisa, ou o impacto econômico de um conjunto de dados compilado ou de um programa desenvolvido por um pesquisador, ou seja, tipos de eventos que podem ser verificados e sustentados por dados oriundos de métricas alternativas.

Da mesma forma, a Comissão Europeia colocou a altmetria entre os tópicos principais da Agenda Europeia de Ciência Aberta e abriu uma chamada convidando pesquisadores a submeter evidências, insights e análises sobre o papel da altmetria no desenvolvimento de sua política para a ciência aberta, seja através da análise do estado da arte, de políticas e práticas atualmente em uso por universidades, institutos de pesquisa e órgãos governamentais, bem como padrões e infraestrutura para a implementação de novas métricas, ou relatos de mudanças na cultura de pesquisa causadas pelas métricas alternativas.

tag cloud call for evidence EU

Nuvem de palavras compilada a partir da chamada de evidência da Comissão Europeia. Os termos refletem o potencial da altmetria conforme descrito pelos respondentes e categorizados em: formatos de relevância (verde), formas de impacto (vermelho), casos de uso (preto) e propriedades da altmetria (azul).

 

No Brasil, a iniciativa do CNPq de introduzir, na nova versão da Plataforma Lattes, tanto o link para o perfil dos pesquisadores nas redes sociais em que participa, como o registro de redes sociais, websites e blogs como Produção Técnica, é um prelúdio à incorporação de dados das redes sociais ao contexto da comunicação científica no Brasil. Ainda não é possível prever, no entanto, se a partir dessa iniciativa o uso de métricas alternativas virá a ser institucionalizado de forma complementar aos indicadores tradicionais, ou quando isso poderá ocorrer.

A Rede SciELO é uma das principais divulgadoras da altmetria no Brasil. No documento que estabelece os critérios para admissão e permanência de periódicos em sua coleção, a SciELO deixa claro que a presença na web e em redes sociais medidas pela Altmetric serão usadas como indicadores complementares de avaliação da qualidade dos periódicos e das coleções nacionais SciELO. Considerando a importância e o prestígio da Rede SciELO para a comunidade científica nacional, essas medidas representam um indício positivo rumo à futura adoção das métricas alternativas para a avaliação da produção científica no Brasil.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s